quarta-feira, 17 de junho de 2009

Bate-volta

Meus pais inventaram de ir pra Aracaju ontem, pra inauguração de uma loja do amigããooo de papai. Aí inventei também, já que se eu não fosse minha vó ia me tirar do testamento e não ganharia minha pulseira de brilhantes.
Papai me pegou na faculdade 1h ontem, fui almoçando a marmitinha que mamãe fez pra mim. Chegamos +- 5h, e fiquei lá com vovó, irmão e tio/padrinho. Dormi assistindo a novela, tive altos sonhos na cama da vovó, acordei com o irmão se arrumando pra ir pra faculdade. Depois chegou meu primo que tem minha idade e quando éramos pequenos todos achavam que éramos gêmeos, e fomos tomar café da manhã ao estilo 'casa da vovó'. 9h da manhã já estávamos nós no carro de novo, no caminho de volta!
Haha muito louco, cansativo, mas foi melhor do que ter ido pra aula hoje :D

domingo, 14 de junho de 2009

Vazio no coração

Bateram no meu carro há umas duas ou três semanas atrás.
É... um senhorzinho engenheiro rico dirigia com sua filha ao lado, e bateu na minha lateral dianteira. O barulho foi muuito forte, e meu grito era do tipo 'capotando pela ribanceira', mas só arranhou.
"SÓ" não... arranhou o bastante pra que meu lindo palio tenha que ficar até terça na oficina, longe de mim.
Pior que ninguém me entende e acha que tô sendo fútil demais, mas acho que Chu vai me entender, porque só de olhar pra garagem e não vê-lo lá parado e sujinho, dá uma dorzinha no coração. Sem contar com um retrocesso à minha época pré-carro, de sair por aí pedindo carona. E o pior, amanhã ter que pegar busu pra faculdade.
Não, não é que eu odeie busu! Eu até gosto! Ouvir o mp3, olhando a cidade pela janela e o ventinho no rosto, passar 40 min pensando na vida, batucando, ou revisando a matéria a aula do dia. O problema é o cara fedido do lado, que pode estar de olho no seu mp3, e aquele tempinho gostoso que vc passa em pé esperando o bentido busu chegar, além dos 0,9 km que é preciso andar do ponto do busu, até a faculdade.
É, amanhã vai ser um dia MASSA (y)

domingo, 7 de junho de 2009

Blé

Vitória-ES foi sucesso, passei 4 dias sem tirar o sorriso do rosto! E passei muitas horas querendo tirá-lo do rosto porque minhas mandíbulas já doíam!
Amo minha família do lado de lá, amo mesmo! Amo até quem não é minha família e acabo considerando-os como se fosse.
Relembrar a infância e fazer planos pro futuro [convidei os primeiros padrinhos do meu casamento] foi muito gostoso! Até ter que tomar dorilax pra poder conseguir dormir no domingo à noite foi gostoso, porque a dor foi fruto de exatas 7h pegando crianças no colo e correndo com elas :} Lays e crianças!

Ok, mas nem tô muito afim de detalhar a viagem, apesar dela merecer, pra memórias futuras.
E nem tô afim de abrir meu coração e chorar minhas mágoas aqui, já que o dia de hoje marca um dia importante para a breve história da minha vida, e que incrivelmente já se passaram 2 anos e tal.

Blé... a questão é que essa semana é curta, mas cheia de trabalhos e/ou provas. Boa sorte pra mim! Sinto a brisa das férias chegando... ai deusssssssssss!