domingo, 26 de abril de 2009

Salvador

Hoje tia Lígia nos chamou pra dar um passeio no barco dela.
Meus pais sempre vão, mas eu normalmente recuso, afinal todos sabem que tenho horror a: sal, areia, alga, sol, pedras, cabelo duro e nadar no mar onde vivem bilhões de criaturas que podem por acaso querer vir socializar comigo, tipo peixes, moréias e tubarões [sim, imaginação fértil].
Ok, então eu fui né! Davi foi comigo dando assim um upgrade na situação!
Mas zeeenti, foi tããooo delicinha!
Enfim, a questão não é essa, e sim sobre esta cidade.
Meu deus, ela é tão linda e tão feia!
Cara, tem tudo pra ser a cidade mais linda do mundo! Aquela visão da bahia de todos os santos, e do porto da barra, aiaiai me derreteu! E tudo tããooo mal cuidado né?! Uma pinturinha naquelas casas simples, uma arrumada nos casarões antigos, um projetinho básico de urbanização, e pronto!
O que me deixou boba é que nunca tinha percebido isso, apesar de já ter tido aquela visão várias vezes, hoje que fui dar o verdadeiro valor ao potencial desse lugar! E deu uma tristeeeza...

Deu até uma vontade de entrar pra política pra tentar mudar aquilo!

Mas passou depois de 5 seg... ok?!?! ;*

terça-feira, 21 de abril de 2009

Baixo astral

Ando tããooo sem ânimo pra nada! :/
Feriadinho marromenos. De todo jeito, tudo é melhor do que a faculdade, han!? ;D

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Casamento

Tenho tido sérios problemas com relação a isso!
Duas semanas atrás fiquei naquela mistura de feliz e deprê quando recebi pelos correios o convite de casamento de Luana, uma prima [de consideração], que é mais prima minha do que meus primos verdadeiros. Ela mora em Vitória-ES, e no final de maio vamos todos pra lá pro seu casório.
Então ontem, vejo no orkut da sua irmã as fotos do seu noivado, a coisa mais linda do muundo! Com 3 anos de namoro e 22 anos de idade, ela vai casar em janeiro do ano que vem.

Ok, ok... isso me incomoda, mas é lindo, não é?! :}
Pelo menos já tenho panos de prato e uma vasilha inox pra pôr queijo e presunto, que estão escondidos no meu guarda-roupa pro meu pai não ver senão ele vem com aquele discurso que ouço há 20 anos: "Minha filha só vai casar quando for independente, pra não ter que ficar precisando do marido. Além do mais, ela nem pensa nisso, ela vai se formar e trabalhar muito até começar a pensar nesse assunto... Ela não é daquelas mulheres que ficam correndo por casamento... bla bla bla"

Desculpa, papai! ;*

terça-feira, 7 de abril de 2009

Estômago

Alguém lembra que há uns 4, 5 meses atrás eu estava entre a vida e a morte [ok, exagerei] por causa de uma dor estranhíssima no meu estômago? Que vivia à base de omeprazol e de pastilhas de magnésia? E que só de ficar sem jantar me deixava aos cacos?

...
Nem eu!

Incrível como passei uns 2 meses antes de viajar tendo dores fortes mesmo no estômago, e com medo de ir no médico e ele descobrir alguma coisa e eu não poder ir pra Flórida. Então fui, levando os remédios e apreensiva de ter algo por lá.
Mas só fui me lembrar da dor algumas semanas depois de ter chego lá, e percebi que ela sumiu. Nunca mais voltou!
Muuuuito louco!

Isso que eu chamo de cura através do método:
Hamburguer-Pizza-Coca-Batata.frita.com.muuuuito.ketchup! ;]

domingo, 5 de abril de 2009

Lixinho que mamãe criou.

Tô me sentindo assim hoje.
Todo mundo já se sentiu assim um dia, e eu mesma já nem sei quantas vezes aconteceu isso comigo.

Acordei de um pesadelo relacionado a um homem que seduzia garotas com comida e assim as levava pra algum lugar e as matava. Eu era a próxima vítima.
Essa dieta tá me deixando doidona!
Ok, não vem ao caso.
A questão é que, todos os domingos, seja em casa, no almoço com o sogro, na Flórida ou na puta-que-o-pariu; já carregam em sí aquele ar melancólico.
E hoje veio com aquela sensação de que não presto pra nada. Isso eu sei, mas veio na minha cabeça que, por mais que eu tente, eu nunca serei realmente boa em nada!
Não é culpa de Marx e nem dos meus 9kg a mais, mas completamente minha!

Não nasci com nenhuma característica física ou mental que me desse destaque em alguma coisa [valeu mamãe]. Sempre tirei notas medianas no colégio, nunca briguei nem fiz barracos [muitas pessoas se destacam por essa 'virtude'], nunca salvei uma baleia jubarte e nem sei ao menos fazer conta de somar de cabeça.
Tão tenho um corpo sensual pra me chamarem pro Big Brother, e nem meu curso superior eu escolhi direito!!

Com muita humildade, tinha uma pontinha de felicidade por pensar que talvez tivesse algo de bom: minhas unhas.
Mas mesmo assim, fiz um blog, que na época foi o primeiro a falar apenas de unhas, esmaltes, misturas e novidades; e vivia feliz com ele, não podendo dar um 'upgrade' porque [vejam só] não sei NADA de html, templates, plugins, widgets, e coisas do tipo.
Então me aparece um outro blog [unhabonita.com], feito por um grupo de garotas, assim tendo posts o tempo todo pois 4 pessoas com certeza tem mais assunto que 1; todo cheio de fru-frus e novidades que nem eu sabia.

Me senti do mesmo jeito que no dia que descobri que a cor do meu olho não era tão especial assim como mamãe e vovó diziam, e que mais milhões de pessoas também eram 'especiais'.

Eis que abro o caderno de 'Empregos' do jornal de hoje [domingo] e lá acho uma saída, trabalhar como garçonete na Austália. Acho válido, que tal?! ;]