sábado, 25 de julho de 2009

Agonia

Estou utilizando de todos os artifícios pra me livrar de uma agonia que se instalou desde ontem à noite no meu coração. Mas ainda não está resolvendo. Então como este blog e o conteúdo divulgado aqui é assim… meu, então ok.

Já pedi ajuda à mamãe, já falei no twitter, já fucei orkuts pra me distrair, já fiz mils coisas durante o dia… Até bati meu carro [não, não foi pra livrar disso! pelamordedeus], é, de novo, na verdade da primeira vez não foi minha culpa mas dessa vez foi, e pirei muito, horrores, mas a agonia não passou!

MAN!

Algo aconteceu, algo que vai mudar a vida de todo mundo! E claro que estou pensando principalmente na minha vida, e no que ela vai ser a partir de agora, porque muito do que sempre sonhei pro meu futuro está em jogo, num jogo que não é controlado por mim… É tipo, aideus! Poucos irão me compreender por completo, mas tudo bem.

Sabe aqueles filmes de ficção científica que o cientista sabe que o meteoro está vindo em direção à terra mas não pode divulgar o fato pra não causar pânico geral, e porque o presidente dos EUA ordenou que a informação fosse mantida em sigilo? É tipo isso, em menores proporções, claro.

 

Ai mamãe, god help us!

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Causos de uma vida bandida

Me-ni-na!

Estaaaava eu no prédio da Porto Seguro (seguros), pra resolver a ladainha do rolo da batida do meu carro. Ok.

Chego lá e sento numa cadeira, esperando ser atendida, e logo ao sentar percebo um celular na cadeira do lado, sozinho, sem dono. Ok, deixei ele lá né. Eis que me aparece uma perua loira (não curto loiras), toda nervosinha, querendo ser atendida antes de mim, eu levanto e digo a ela que estava na fila, e ela me responde dizendo que já estava no prédio e que o processo dela já estava sendo resolvido primeiro. Eu, na minha calma, me sento, vendo que o negócio ia demorar. Ela também se senta, ao lado do celular solitário, olha pra ele, e o pega, intimamente, e começa a mexer e tal… Penso eu que ele era dela, já que ela estava pelo prédio já e tal, fico na minha, e ligo pra mamãe, pra avisá-la que iria demorar pra pegá-la. Enquanto estou no celular, percebo que a loira se levanta e vai ao banheiro. Nesse tempo, desligo o celular e me aparece uma mulher, perguntando às atendentes se alguém viu seu celular, mas ninguém o viu. Eu pergunto se ele estava na cadeira, ela confirma, e aí eu fico BO-BA!

Disse a ela que tinha outra mulher ao meu lado, e que ela pode saber onde está, porque o tinha visto e agora ele não estava mais na cadeira. A moça, ainda calma, resolve sentar e esperar a loira voltar do banheiro. Quando a perua aparece, a moça pergunta se ela viu algum celular por alí, ela nega! :o

Cara-de-pau! Eu, já sendo atendida, viro de costas e fico pasma! A minha atendente começa a ficar nervosa e a me perguntar se realmente ela tinha pego! Confirmei, claro, não estava louca!!

A loira perua vai ao elevador, e a moça pede a ela que pelo menos devolva o chip a ela, porque ela precisava de sua agenda, que o celular em si não era nada. A loira, olhando nos olhos da moça, disse pra ela procurar direito, que não estava com ela :o

A moça, coitada, se desespera, me pede detalhes do ocorrido, me pede até meu celular pra alguma eventualidade, sei lá, poderia ser testemunha… pede pro moço olhar na camera de vídeo, mas infelismente ela não filmava o local do crime. Minha atendente então pede pra moça que atendia a loira, que voltasse ao nosso andar, alegando algum problema, coisas do tipo. Elas voltam, a loira continua com sua cara de pau. Um moço a chama, numa das mesas, e fica falando com ela algumas coisas, eis que ele grita: “Cadê a moça do celular?”, e ela se apresenta, ele: “Por favor senhora, venha pegar seu celular que a moça aqui acabou de jogá-lo no chão.”

Todo mundo fica bobo! Tipo, sem acreditar né?! A moça vai lá, pega o celular, e diz pra loira: “Obrigada querida, mas por favor, tomara que isso não se repita, ok?! Tenha vergonha!”

A moça me agradece horrores, e vai embora, dizendo que se ficasse ali mais um minuto não saberia o que faria com a oxigenada.

Mas o melhor vem agora. A loira continuava no guichê do moço, que fez uma coisa genial, começou a falar bem alto pra todos do local ouvirem, peguei pedaços: “…aqui é meu local de trabalho e sou responsável por ele… a senhora não tem o direito… teria provas para incriminá-la… eu teria vergonha… porque a senhora fez isso??” a loira respondeu algo, baiixnho, e o moço voltou a falar alto: “…então porque roubaram seu celular umas 2 ou 3 vezes quer dizer que a senhora se acha no direito de fazer o mesmo com os outros??” e bla bla bla, comecei a resolver meu problema e deixei a loira pra lá. UÓ!

Meu problema? Vai demorar a ser resolvido. Minha recompensa? O moço fez minha vistoria na hora, e não preciso mais deixar o carro um dia inteiro na oficina, sem mim. Parte boa? Ver a loira ser humilhada. Parte ruim? Acabo de receber uma ligação de um cara que tava por lá, ele ouviu o número do meu celular enquanto dava pra moça roubada, gravou, e me ligou, com uma voz sensual me jogando uma cantada. ai-que-raivinha!

Moral da história: Nunca confie numa loira, nunca dê seu celular em voz alta, e nunca deixe que batam no seu carro.

domingo, 12 de julho de 2009

São Paulo

Ô Deus!

Desde que estava na Flórida, que tinha a certeza de que iria pra São Paulo nas férias de julho, rever grande parte do pessoal e principalmente minha ‘irmã’ Karina.

Ok… mas julho estava chegando, eu dando a idéia pros meus pais, que pareciam não me escutar. Minha mãe dizia que tudo ia dar certo, que é claro que eu ia; mas meu pai já estava dizendo pra minha vó que ia pra Aracaju logo que ficasse de férias.

Assim não pode, assim não dá. Julho chegou e nada… todos perguntavam se eu ia mesmo, e eu já nem sabia mais de nada! Eis que numa bela sexta, Davi resolve tudo, bota pressão pra decidirmos isso e tal… E aqui estou, viajo na terça, faltam dois dias, e até lá tenho mil coisas pra fazer, minha mala tá aberta aqui do meu lado mas ainda não tive tempo de arrumá-la, estou avisando às pessoas agora, e ai meu deus ai meu deus! Pior que serão só cinco dias, e pretendemos [eu, Davi e Lu] fazer mil coisas que já estão num roteiro preparadíssimo hahahha!

Muito louco! A ansiedade agora tá vindo, em pensar que vou rever meu pitú, lulu, gueibol, perrella, helena, babi, lauragatinhasensual, cindyrella, brunão e “BÔNUS”: vou ver a Luz da minha vida *-*

PEENSEE! :}

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Bate-volta

Meus pais inventaram de ir pra Aracaju ontem, pra inauguração de uma loja do amigããooo de papai. Aí inventei também, já que se eu não fosse minha vó ia me tirar do testamento e não ganharia minha pulseira de brilhantes.
Papai me pegou na faculdade 1h ontem, fui almoçando a marmitinha que mamãe fez pra mim. Chegamos +- 5h, e fiquei lá com vovó, irmão e tio/padrinho. Dormi assistindo a novela, tive altos sonhos na cama da vovó, acordei com o irmão se arrumando pra ir pra faculdade. Depois chegou meu primo que tem minha idade e quando éramos pequenos todos achavam que éramos gêmeos, e fomos tomar café da manhã ao estilo 'casa da vovó'. 9h da manhã já estávamos nós no carro de novo, no caminho de volta!
Haha muito louco, cansativo, mas foi melhor do que ter ido pra aula hoje :D

domingo, 14 de junho de 2009

Vazio no coração

Bateram no meu carro há umas duas ou três semanas atrás.
É... um senhorzinho engenheiro rico dirigia com sua filha ao lado, e bateu na minha lateral dianteira. O barulho foi muuito forte, e meu grito era do tipo 'capotando pela ribanceira', mas só arranhou.
"SÓ" não... arranhou o bastante pra que meu lindo palio tenha que ficar até terça na oficina, longe de mim.
Pior que ninguém me entende e acha que tô sendo fútil demais, mas acho que Chu vai me entender, porque só de olhar pra garagem e não vê-lo lá parado e sujinho, dá uma dorzinha no coração. Sem contar com um retrocesso à minha época pré-carro, de sair por aí pedindo carona. E o pior, amanhã ter que pegar busu pra faculdade.
Não, não é que eu odeie busu! Eu até gosto! Ouvir o mp3, olhando a cidade pela janela e o ventinho no rosto, passar 40 min pensando na vida, batucando, ou revisando a matéria a aula do dia. O problema é o cara fedido do lado, que pode estar de olho no seu mp3, e aquele tempinho gostoso que vc passa em pé esperando o bentido busu chegar, além dos 0,9 km que é preciso andar do ponto do busu, até a faculdade.
É, amanhã vai ser um dia MASSA (y)

domingo, 7 de junho de 2009

Blé

Vitória-ES foi sucesso, passei 4 dias sem tirar o sorriso do rosto! E passei muitas horas querendo tirá-lo do rosto porque minhas mandíbulas já doíam!
Amo minha família do lado de lá, amo mesmo! Amo até quem não é minha família e acabo considerando-os como se fosse.
Relembrar a infância e fazer planos pro futuro [convidei os primeiros padrinhos do meu casamento] foi muito gostoso! Até ter que tomar dorilax pra poder conseguir dormir no domingo à noite foi gostoso, porque a dor foi fruto de exatas 7h pegando crianças no colo e correndo com elas :} Lays e crianças!

Ok, mas nem tô muito afim de detalhar a viagem, apesar dela merecer, pra memórias futuras.
E nem tô afim de abrir meu coração e chorar minhas mágoas aqui, já que o dia de hoje marca um dia importante para a breve história da minha vida, e que incrivelmente já se passaram 2 anos e tal.

Blé... a questão é que essa semana é curta, mas cheia de trabalhos e/ou provas. Boa sorte pra mim! Sinto a brisa das férias chegando... ai deusssssssssss!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

VIX

Terminando de arrumar as coisas, antes de ir pro francês e voltar pra continuar terminando de arrumar as coisas.
Durmo aqui e acordo em Vitória, sucesso. Sim, vai ser sucesso!
Terça de manhã tô de volta, ou não, se por acaso eu achar uma casa à venda em Domingos Martins e possa pagá-la [tipo, 200 reais], ai vocês me visitam no feriado de Corpus Christi e tal...
Ok, tchau.

terça-feira, 26 de maio de 2009

24h

Elas nunca são suficientes!
Na verdade, ultimamente têm sido um pouco demais pra mim, que até ficava esperando o tempo passar mais rápido pra ver a novela, ou pra dar a hora do almoço, ou coisaetal [aff, viciei em frases grudadas!].
Mas hoje, cara... Elas foram contadas e desfrutadas minuto a minuto!
Ok, exagerei, porque afinal nunca dá para aproveitar os momentos que passo na faculdade, mas até lá acho que hoje meu chacra estava aberto, ou a lua estava alinhada com netuno, algo do tipo, e eu tava até simpática pelas bandas de lá! :o Conversei com coleguiiiiinhas, dei risadiiiinhas, éééé!!! Hahahahhaa

Então minha tarde sucesso começa quando estou saindo de casa rumo ao iguatemi e passo pela praça bonita, olho pro lado e grito: "Tia Alice?!!?!?"
Minha mãe acha que tô doida, impossível ela estar aqui!
Páro o carro, óbvio que era ela, eu não sou o Bruno Gagliasso na novela!
Saio correndo atrás da mulher, e chegando perto a chamo. ERA ELA! Tia Alice, mãe de Karina, que mora em São Paulo, e que se por acaso viesse pras bandas de cá, daria um 'alô,lênin?!'!!
Depois da emoção inicial, o que rolou foi que a mamãe dela que mora aqui teve um infarto e ela veio às pressas, aconteceu muita coisa louca, e isso. Foi bom vê-la, de todo jeito.
No iguatemi, o mais lindo ocorre! Mamãe estava feliz e foi comigo na Zara! A Zara é meu amansador, meu mantra relaxante. E estava babando por um vestido há um mês atrás, e semana passada fui lá e ele esgotou, mas no mesmo dia me apaixonei por outro, que ficou na minha cabeça a semana toda, eis então que mamãe resolve dá-lo a este ser que vos escreve!
Cãrã! O vestido é lindo, ok, e é meu, ok, mas tem coisa mais linda do que vc estar provando o vestido mais lindo do mundo e quando abre a cortininha do provador, dá de cara com ninguém mais ninguém menos do que sua musa inspiradora?! Seu exemplo, ídola, que vc desejava conhecer há uns 2 anos, que vc observava sempre quando ela mudava o penteado, a roupa, quando emagreceu, quando aparou o cabelo, quando estava nervosa ou tranquila, ou quando simplismente não estava lá.
É minha gente... só tremi tanto assim acho que duas vezes, aos 11 anos quando conheci Ivete Sangalo e aos 18, naquele 7 de junho.
Allltos papos! Sou mais fã ainda!
Enfim fui dar a aula de reforço de inglês pra minha colega da faculdade, e foi sucesso. Saí correndo e fui pro canela, aula de francês, já que não estarei na aula do sábado, preciso repô-la. Revi amigos do semestre passado, do semestre ante-passado, e conheci duas pessoas que deveriam ser meus amigos há algum tempo [ainda bem que não foram, são bobocas demais]. Maravilha.
Fechando a noite com pizza, papai e mamãe, e um elogio de papai, sou uma boa filha! :D

AMANHÃ EU QUERO É MAIS, já que também tá prometeeendo! ;]

domingo, 10 de maio de 2009

Desestressada

Depois de enfim ir na minha festa na quinta à noite, ter comido não-sei-quantas mini tortinhas de limão e ter dado altas risadas com Danny.
Depois também de ter acordado 12h na sexta-feira, ter ido pra aula que teve apresentação de trabalho e o grupo levou cocada pra gente comer [lays sempre feliz com doces], ter tido uma noite delícia com meu amor, sabadão com café da manhã no fran's, almoço no iguatemi ao lado de Rosana minha musa, tarde chuvosa com direito a cochilo delícia, jantar na casa do amor e feito por ele, pintar a unha da cunhada, dirigir cantando reggaeton bem alto e terminar a noite assistindo o miss brasil, além de almoço de dia das mães com minha sogra, e esmaltes novos que mamãe trouxe de aracaju... sucesso!

Tá na listinha de 'best of 2009', certeza ;]
Se tirar os finais de semana na Flórida, esse fica em primeiro lugar, haha!
:B




eu e Danny [seria marfim o novo preto? haha]

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Coisas que me estressam

Ai cara, tem muita coisa que me deixa doidona!
Uma delas é alguém que conheço a pouco tempo me perguntar: "Você faz que curso?" Ai, isso me estressa, porque primeiro já tenho problema de dicção pra pronunciar o nome "ciências sociais", embolo os ésses e aí fica uma coisa estranha e sempre preciso repetir. Depois porque, desculpaê, mas tenho sim vergonha do curso que escolhi na luz [ou seria escuridão?] dos meus 17 anos. Ah tem também aquele papo de 'Serviço Social?' bla bla bla... Detesto!
Ok... o foco não é reclamar da minha faculdade, como faço em quase todos os posts.

Outro assunto é quando alguém põe Rui, o noivo da minha cunhada, numa posição maior que eu, que sou a primeira 'agregada' da família de Davi.
UMPF!
Fiquei muuuchoo loooocaaa quando antes de ontem meu homem me ligou dizendo que meu sogro não tinha convites suficientes para distribuir para toda a família [pra ir pra uma festa], e que ele chamou os 3 filhos, e adivinha quem? RUI! O noivo da filha mais velha! Ignorando completamente a existência de Danny, namorada de Frank, e principalmente EU, que estou lá há muito mais tempo, e tal. UMPF! Eu me lembro bem que na mesma festa, em 2006, eu estava em posição superior, mas nããoooo... desde 30 de outubro de 2007 ele, ELE, virou o jogo! Só por causa de uma aliança básica e um pedido básico de casamento [que por acaso irá ocorrer na mesma data, deste ano], ele se tornou 'parte da família', e Lays é apenas aquela namoradinha do colégio, nada sério... nhé nhé nhé!
Cara, cê não tem idéia do quanto pirei!

Mas aí meu amor conseguiu convite pra mim, e pra Danny também [companheira de 'inferioridade'], e me ligou hoje pra me dar a boa nova.
Se eu fosse uma pessoa orgulhosa e tivesse amor-próprio, eu não ia. Mas sabe como é né, já provei muito bem que não sou nada disso, então É NÓEZ TOMOROW NIGHT! :}

domingo, 26 de abril de 2009

Salvador

Hoje tia Lígia nos chamou pra dar um passeio no barco dela.
Meus pais sempre vão, mas eu normalmente recuso, afinal todos sabem que tenho horror a: sal, areia, alga, sol, pedras, cabelo duro e nadar no mar onde vivem bilhões de criaturas que podem por acaso querer vir socializar comigo, tipo peixes, moréias e tubarões [sim, imaginação fértil].
Ok, então eu fui né! Davi foi comigo dando assim um upgrade na situação!
Mas zeeenti, foi tããooo delicinha!
Enfim, a questão não é essa, e sim sobre esta cidade.
Meu deus, ela é tão linda e tão feia!
Cara, tem tudo pra ser a cidade mais linda do mundo! Aquela visão da bahia de todos os santos, e do porto da barra, aiaiai me derreteu! E tudo tããooo mal cuidado né?! Uma pinturinha naquelas casas simples, uma arrumada nos casarões antigos, um projetinho básico de urbanização, e pronto!
O que me deixou boba é que nunca tinha percebido isso, apesar de já ter tido aquela visão várias vezes, hoje que fui dar o verdadeiro valor ao potencial desse lugar! E deu uma tristeeeza...

Deu até uma vontade de entrar pra política pra tentar mudar aquilo!

Mas passou depois de 5 seg... ok?!?! ;*

terça-feira, 21 de abril de 2009

Baixo astral

Ando tããooo sem ânimo pra nada! :/
Feriadinho marromenos. De todo jeito, tudo é melhor do que a faculdade, han!? ;D

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Casamento

Tenho tido sérios problemas com relação a isso!
Duas semanas atrás fiquei naquela mistura de feliz e deprê quando recebi pelos correios o convite de casamento de Luana, uma prima [de consideração], que é mais prima minha do que meus primos verdadeiros. Ela mora em Vitória-ES, e no final de maio vamos todos pra lá pro seu casório.
Então ontem, vejo no orkut da sua irmã as fotos do seu noivado, a coisa mais linda do muundo! Com 3 anos de namoro e 22 anos de idade, ela vai casar em janeiro do ano que vem.

Ok, ok... isso me incomoda, mas é lindo, não é?! :}
Pelo menos já tenho panos de prato e uma vasilha inox pra pôr queijo e presunto, que estão escondidos no meu guarda-roupa pro meu pai não ver senão ele vem com aquele discurso que ouço há 20 anos: "Minha filha só vai casar quando for independente, pra não ter que ficar precisando do marido. Além do mais, ela nem pensa nisso, ela vai se formar e trabalhar muito até começar a pensar nesse assunto... Ela não é daquelas mulheres que ficam correndo por casamento... bla bla bla"

Desculpa, papai! ;*

terça-feira, 7 de abril de 2009

Estômago

Alguém lembra que há uns 4, 5 meses atrás eu estava entre a vida e a morte [ok, exagerei] por causa de uma dor estranhíssima no meu estômago? Que vivia à base de omeprazol e de pastilhas de magnésia? E que só de ficar sem jantar me deixava aos cacos?

...
Nem eu!

Incrível como passei uns 2 meses antes de viajar tendo dores fortes mesmo no estômago, e com medo de ir no médico e ele descobrir alguma coisa e eu não poder ir pra Flórida. Então fui, levando os remédios e apreensiva de ter algo por lá.
Mas só fui me lembrar da dor algumas semanas depois de ter chego lá, e percebi que ela sumiu. Nunca mais voltou!
Muuuuito louco!

Isso que eu chamo de cura através do método:
Hamburguer-Pizza-Coca-Batata.frita.com.muuuuito.ketchup! ;]

domingo, 5 de abril de 2009

Lixinho que mamãe criou.

Tô me sentindo assim hoje.
Todo mundo já se sentiu assim um dia, e eu mesma já nem sei quantas vezes aconteceu isso comigo.

Acordei de um pesadelo relacionado a um homem que seduzia garotas com comida e assim as levava pra algum lugar e as matava. Eu era a próxima vítima.
Essa dieta tá me deixando doidona!
Ok, não vem ao caso.
A questão é que, todos os domingos, seja em casa, no almoço com o sogro, na Flórida ou na puta-que-o-pariu; já carregam em sí aquele ar melancólico.
E hoje veio com aquela sensação de que não presto pra nada. Isso eu sei, mas veio na minha cabeça que, por mais que eu tente, eu nunca serei realmente boa em nada!
Não é culpa de Marx e nem dos meus 9kg a mais, mas completamente minha!

Não nasci com nenhuma característica física ou mental que me desse destaque em alguma coisa [valeu mamãe]. Sempre tirei notas medianas no colégio, nunca briguei nem fiz barracos [muitas pessoas se destacam por essa 'virtude'], nunca salvei uma baleia jubarte e nem sei ao menos fazer conta de somar de cabeça.
Tão tenho um corpo sensual pra me chamarem pro Big Brother, e nem meu curso superior eu escolhi direito!!

Com muita humildade, tinha uma pontinha de felicidade por pensar que talvez tivesse algo de bom: minhas unhas.
Mas mesmo assim, fiz um blog, que na época foi o primeiro a falar apenas de unhas, esmaltes, misturas e novidades; e vivia feliz com ele, não podendo dar um 'upgrade' porque [vejam só] não sei NADA de html, templates, plugins, widgets, e coisas do tipo.
Então me aparece um outro blog [unhabonita.com], feito por um grupo de garotas, assim tendo posts o tempo todo pois 4 pessoas com certeza tem mais assunto que 1; todo cheio de fru-frus e novidades que nem eu sabia.

Me senti do mesmo jeito que no dia que descobri que a cor do meu olho não era tão especial assim como mamãe e vovó diziam, e que mais milhões de pessoas também eram 'especiais'.

Eis que abro o caderno de 'Empregos' do jornal de hoje [domingo] e lá acho uma saída, trabalhar como garçonete na Austália. Acho válido, que tal?! ;]

terça-feira, 24 de março de 2009

O adeus

Meu deus, quase um mês que cheguei e só vim postar agora! :o
Nem postei nada em fevereiro.
Então, tentando dar um resumão...
Fevereiro se resumiu à mais finais de semana na Jackson's [boate que sempre íamos] e algumas noites na Push [outra boate]. Teve dia dos namorados e foi bem deprê. Teve pessoas que foram embora e outras que chegaram. Aproximação com as brasileiras que tinham chegado em janeiro e mais distanciamento com os meninos. Amizades fortalecidas e outras perdidas.

O último final de semana foi péssimo, perdi minha fake id e não pude sair pra festa nenhuma, tive que ficar na escola e mesmo assim não foi feliz. Tava com aquela dor no coração sabendo que ia deixar tudo aquilo e tal, além de ter que arrumar o quarto e as malas.
Fiquei 3 dias dormindo umas 2,3 horas por noite, e na última noite não dormi. "Acordamos" às 8 da manhã pra fazer o check-out e foi uma correria só. Além de ficar evitando olhar nos olhos de Karina e de Anita...
Tivemos nossa última refeição juntos, eu, Ká, Anita e Hakan, a maioria do tempo em silêncio, e as frases que algum dizia era sempre um assunto aleatório...
13h e a van chegou, a hora chegou.
Comecei a abraçar um por um, começando por aqueles mais fáceis de se dar tchau. Eu estava bem. Mas quando Dani me abraçou e falou no meu ouvido "Nunca vou esquecer da minha irmã mais velha", ai desmoronei! Chegando nos "adeus" mais difíceis, abracei o VV e depois o gordo, ambos pedindo pra que me cuidasse bem. Abracei o Georman [meu vizinho, amigo, irmão] pela décima vez e foi pesado. Continuei abraçando pessoas e evitando Ana Maria até o momento, até que cheguei a ela, e acabei pulando em cima e dizendo: "Noooo!", não desgrudei até alguém dizer que estava na hora, péssimo! Rios e rios! Abracei Georman de novo, e ai tive que ir.
Pus o óculos escuro e fui olhando pra uma janela enquanto Karina olhava pra outra...

Minha sorte foi que encontrei Ká de novo em São Paulo antes de pegar o vôo pra cá, então nosso adeus não foi muito dramático, foi mais um 'até logo' ;]

Chegar em casa foi estranho, um misto de alegria e tristeza e tal.
Não ter irmão também é estranho [tá morando em aracaju com minha vó].
E sair daquela rotina que tava acostumada foi péssimo.
A saudade é frequente, mas eles estão todos os dias comigo no meu coração, principalmente Ana, Karina e Georman; não desvalorizando os outros, mas são esses os que doem no coração :/

Mas tô viva! De volta pra vidinha de sempre, faculdade chatinha de sempre e amigos lindos de sempre! É nóis!
:D

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Janeiro

Esse mês bombou!
Começou um pouco conturbado. Fomos pra Miami no feriado do ano novo, e o clima não foi o dos melhores com o pessoal. A viagem em si foi sucessão, os lugares, a praia, tudo! Amei! Mas acontece quando 10 pessoas planejam uma viagem de 3 dias querendo agradar a todos, nunca consegue agradar. Hahaha
Quando voltamos pra escola, o sentimento de 'casa' foi bem estranho.
Começaram as aulas de novo, e chegaram os novos alunos. Milhões de brasileiros por volta dos seus 16 anos, que vieram passar as férias de janeiro aqui e bla bla. No começo o sentimento foi ruim, mas depois conhecendo eles melhor, ficou tudo bem. Vários coreanos e latinos chegaram também, e a escola encheu! Não percebemos que dezembro tava tão vazio, e tão bom por um lado pois já que não tinham muitas pessoas, ficávamos todos nós sendo um grupo só, fazíamos tudo juntos e bla bla. Agora que tá a galerona, todo mundo se dispersou e tal.
A primeira semana foi tensa, mas o primeiro final de semana bombou!
Na sexta-feira rolou uma festa aqui na boa e velha "ping-pong room", que é um espaço do lado da cafeteria que tem 3 computadores, sofás, cadeiras e uma mesa de ping pong, é o local de socialização hahaha e sempre rola festas lá. Bom, bombou!
A escola tá ótima, aamo minha professora principal, e odeio meu professor de 'readind and writing' mas a gente vai levando. Notas estão sucesso da bahia, claro ;]
Fiquei mais amiga dos latinos [venezuela, colombia, chile, argentina, bolivia, paraguai, panamá, bla bla...] e dos árabes, o que foi ótimo! Nos afastamos mais do grupinho europeu de meninos que andávamos sempre, eles são tudo losers!
Ahhh os árabes, MIGUXOS! Eles são riquíssimos!! Um deles tem uma casa aqui perto, LINDA! Rolou duas festinhas lá, que não bombaram muito, mas só o lugar ajudou pra caramba! Hahahaha e pra ir pra boate, miguxos também! Nos dão carona nos seus carrões chiquérrimos, nos botam na ala vip e pagam nossas bebidas hauhsuhaua e de plus, ainda param no posto de gasolina na volta pra comermos algo! Hahahahhha
Esses dois últimos finais de semana foram uuuuuuuuu!! Do tipo: fotos impublicáveis! ;]

Ah, e por falar em comida. AIAIAI!
Engordei loucamente, sério, nunca engordei desse jeito! Um short meu não entrou ontem quando fomos na praia :o
E uma blusa ficou apertada no braço! Braço grande é triste cara! Triiiiiiiste!
Mas é difícil fazer regime aqui, muuito difícil mesmo!! Só mais um mês e ai quando voltar pra casa é academia NA CERTA!
hohoho
Aff, escrevi demais, deixe-me ir!