terça-feira, 30 de setembro de 2008

Helena Ranaldi vs. Dedina



Suprassumo da beleza da mulher brasileira, uma das minhas atrizes preferidas, e apesar de todo mundo dizer que ela é sem sal, tô nem ai. Se eu pudesse ser metade dela eu seria feliz!

Ok, mas porque um post sobre ela?
Tenho vivido noites de angústia!! Não sei se a amo ou se a odeio! Ok, eu amo, mas ela tá muito fdp na novela A Favorita, como a Dedina ridícula que começou toda quietinha e, ao meu ver, fofa e companheira do marido aspirante a prefeito; e agora vem com essa de trair o marido com o Malvino Salvador.
Meu problema é justamente esse, quando estou vendo as cenas dela se atracando com o Malvino, não sei se tenho raiva ou tenho simpatia por ela. Tento ter raiva, porque é uma coisa repugnante; mas ao mesmo tempo ela é tão linda, legal, e na novelinha da tarde [que faz mil anos que não assisto :~] o marido a bate com a raquete; o Malvino é tão delícia sem camisa; e aquele prefeito marido corno dela é tão bunda mole!!
Mas eu tento, e até solto palavras de desaprovação, mas sei que lá dentro eu penso: 'poxa, coitadinha, ninguém a entende.'
Só que não entendo! Porque outra atriz que amo e que certamente é melhor do que ela, é Alessandra Negrini (L), e mesmo ela fazendo a Taís a gêmea má, eu continuava gostando dela, e não tinha sentimentos de ódio!!
Ai ai... Então vivo nesse dilema da vida, que não vai me levar a lugar nenhum, eu sei, principalmente porque eu deveria estar estudando no horário da novela, e também deveria estar estudando agora. E vamos levando né... :D



I wake up every morning wishing one more time to face her. [Maroon 5]

domingo, 28 de setembro de 2008

Aracaju [parte 2 - final]

Aiiii, que casamento lindo!
Bom, quer dizer, a cerimônia da igreja foi linda! Tava marcado para 20:30, chegamos 21:30 achando que só íamos pegar o finalzinho. Que nada! Chegamos, e a noiva estava entrando!! Ai que vestido lindo, o véu arrastando lindamente pelo tapete vermelho, o buquê com flores vermelhas e roxas, misturadas entre as folhas e tal.
A noiva e o noivo são muito fofos. Namoram há mil anos, ela fez faculdade em são paulo e eles continuaram namorando, ela voltou, depois foi pra são paulo de novo fazer pós-graduação e eles só na ponte aérea. Noivaram, e planejaram o casamento direitinho. Eis que ela ficou grávida, e o pai dela disse que seria melhor focar na gravidez do que fazer um casamento às pressas. Clara nasceu, muito fofa, e ai então eles voltaram a planejar a união. E foi Clarinha, agora com 5 meses, no colo da babá, que levou as alianças para os pais, toda linda, com o olhão aberto, e até deu umas risadinhas. Essa foi a hora que mais chorei, ah sim, sou daquelas que choram horrores nos casamentos, e a cada um que vou, choro mais e mais!! Haha, mas fui preparada com minha máscara para cílios à prova d'água, sucesso da bahia.
Ai pronto, a cerimônia terminou, enfim casados haha.
Mas a festa foi mais ou menos. Eu acho que a cerimônia ficou por conta dos pais dela, e a festa deve ter sido ela que arrumou tudo e quis do jeito dela; porque foi numa boite, um pouco apertada, com poucos lugares para as pessoas sentarem, principalmente os mais idosos. A música tava boa, até começar a tocar uma banda de axé/pop ou sei lá o que, que tava muito barulhenta com umas percussões nadavê. A boite era feia, tipo, era meio suja e sei lá né, é boite.
As comidas estavam uma delícia, e os docinhos também! Os bem-casados estavam bem normais, mais normal impossível, mas tava fofo.
O bolo tava lindo, com ela segurando a filhota no braço e com a outra mão ela puxava a gravata do noivo hahaha, e ainda tinha a cadelinha deles lá.
Fui embora cedo, tava todo mundo morto por causa da noite anterior! E nem tinha tanta gente conhecida assim, só uns amigos do além que reconheciam meus pais por ai e tal... haha.

Mas é isso, tô aqui esperando o rango, e depois dele voltaremos pra casa graças a deus! :D

sábado, 27 de setembro de 2008

Aracaju [parte 1]

Opa! Meu dia ontem foi de matar!!
TTC de manhã, dei minha primeira aula particular de inglês pra uma senhorinha à tarde, sai de lá e gastei o dinheiro que ganhei da aula com uma escova no salão, voei pra chegar em casa e arrumar a mala, porque decidi ontem que vinha pra cá.
Umas 17:30 sai de casa com minha mãe, pegamos meu pai no trabalho e ainda demos uma passadinha na CI pra eu assinar uma paradinha. Esqueci mil coisas, inclusive de pintar as unhas e trazer o remédio, aiaiai.
A estrada até que tava boa, o ruim foi o horário de pico em ssa; teve paradinha no Mc Donald's pra um lanche básico, e foi bom porque tivemos 4 horas de conversas da vida.
Chegamos aqui umas 22 e pouca, nos arrumamos correndo, e fomos para as bodas de prata de uns amigos do meu pai de 1800.
Cara, ainda bem que eu vim! A festa tava tão linda!!! A decoração, o bolo, os docinhos, as havaianas que ganhamos, tudo! Também, dinheiro é o que não falta.
O que eu achava era que ia chegar lá, sentar, e ficar excluída. QUE NADA! Mal conseguia ficar sentada! Toda hora achava alguém conhecido, lá das antigas. O auge foi quando eu tava conversando com minha mãe e uma amiga dela, e minha mãe olha pro horizonte e fala: "É Elzinha alí?" Quando eu olho, era! Ai deus, todo um filme passando pela minha cabeça enquanto ia com minha mãe rumo ao encontro dela. Elzinha é a dona da academia de ballet que eu fiz dos 4 aos 9 anos, minha infância são aquelas fitas [agora maravilhosamente transformadas em dvd] de apresentações de fim de ano. Cara, e ela lembrou de mim! Me segurei pra não chorar, ai como eu a amava! Era tipo minha ídola de infância! Lembro que às vezes nas vésperas dos espetáculos ela ficava nervosa com a gente e tal, mas mesmo assim todo mundo amava ela. Lembro também que quando minha mãe reuniu eu e meu irmão pra dizer pra gente que íamos nos mudar pra Teresina, a primeira coisa que me veio na cabeça foi meu ballet, como eu ia ficar sem meu ballet? Não pensei na família, nem nos amigos, e nem no colégio que eu odiava... pensei no ballet! E disse isso pra ela ontem que ficou toda emocionada. Juliana, a filha do casal que estava comemorando as bodas, também fazia ballet lá comigo, e ai ficamos as três relembrando mil coisas, cheirando a mofo. Ai deus, fez meu dia com certeza!
Mas ai 90% da festa era conhecida. Adorei rever várias pessoas da minha infância mesmo, que não via desde os 8, 9 anos! E todo mundo babando quando via que a gordinha do pé torto tinha crescido HAHA.
:D
Muito feliz cara. Chegamos da festa umas 3 e meia, meu pai caindo pelas tabelas de bêbado, tava tão feliz ele por ter reencontrado os amigos todos juntos!

E hoje estou aqui, com as pernas doendo e cansada de dar beijinhos e ser beijada. Mas preciso me recompor porque encontrarei hoje a noite 50% das pessoas que encontrei ontem, num casamento da filha de um amigo do meu pai [esse é de 1700], e que se meu pai ousasse em não ir, seria o apocalipse ]segundo o amigo de papai, se meu pai foi pros 15 anos da menina, ele também tem que ir no casamento. haha]
Bom, tcho ir ;]

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Aracaju

Tô indo pra lá hoje a tardinha para uma boda de prata, e um casamento. Quer dizer, na verdade é só pra ver minha vó mesmo, haha. Volto domingo!
;*

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

ALS

Cãrã, como eu amo minha aula de ALS [advanced speaking and listening]!!
Ok, nas primeiras semanas eu não gostava, ia por necessidade, tinha medo do professor e não falava quase nada na sala de aula.
Hoje sou a sensação daquela sala! Haha, sério, todo mundo me curte lá, e eu sinto isso sabe... é tão bom! As pessoas param pra me escutar, sabem que vou falar algo interessante, riem das minhas piadinhas, e antes/depois da aula conversamos os mais variados assuntos da vida, é ótimo.
E o melhor é o professor. Ele me conhece antes mesmo de eu nascer, foi professor de inglês da minha mãe lá em aracaju quando ela fez um ano lá no yazigi [nem sei como escreve, uai!], e mesmo quando minha mãe não fazia mais inglês, ela ocasionalmente o encontrava nas ruas por lá. Eis que nas nossas migrações da vida, estávamos em Belém, almoçando num restaurante chiquérrimo lá, lindo de morrer, e quem estava lá? O querido professor de mamãe! Depois do escândalo inicial, ele explicou que também estava morando lá e tal.
Alguns anos depois, olha quem está em Salvador, trabalhando no acbeu, escola de inglês dos filhos de mamãe? Arrá! Outro escândalo e tal! Meu irmão teve umas aulas com ele mas eu nunca tinha tido até então.
Ele é muito exigente, e a primeira vista ele parece carrasco, metido e que pega no pé; mas na verdade ele é um amor de pessoa, e me ama também eu sei disso. Choro de rir quando ele começa a falar das gírias e trejeitos dos paraenses e dos sergipanos!
Hoje cheguei cedo na sala e fiquei mexendo no computador, procurando um vídeo no youtube, quando ele chegou na sala eu dei o play no vídeo... era um show de uma banda de techno brega lá de Belém, que eu era viciada na música na época. O povo lá da sala riu horrores!! :D
Gosto de me sentir querida em um lugar, e lá, mesmo sendo uma aula de 1 hora e pouco, me sinto bem! Também tem aquele colírio para os olhos que por acaso peguei olhando pra mim hoje, uiuiui! Hahaha.
Aiai, pelo menos fico feliz, mesmo tendo uma aula de antropologia III, e de bônus ter tido prova de estatística II.
Feliz também porque hoje abri minha conta poupança pra guardar minha granaaa! Arrá!! Primeiro objetivo é a viagem, depois o casamentooo!! :}

;*

Lembra de ontem?

[este post na verdade era pra ter sido postado ontem, mas a vida é dura e só pude postá-lo hoje]


Claro que você não lembra. Você nem lembra de mim, e só te vejo dizendo que as pessoas não lembram de você.
Eu lembro de você, todos os dias em que vejo alguém com uma pele branquinha e o cabelo preto, lembro de você sempre que ouço seu nome em algum lugar, lembro de você quando olho na minha escrivaninha aquele presente que comprei e nunca tive coragem de te dar. Ontem lembrei de você, e apesar de não poder citar seu nome por ai, eu disse, nome e sobrenome, só pra perguntar a um amigo de onde que ele te conhecia. E ele não lembra de você, eu sim.

Ontem fez um ano. Lembra que tivemos um dia maravilhoso? Lembra que no carro, dividimos o fone do seu mp3 pra ouvir Incubus? Eu virava o rosto pra janela, dava uma risada solta e gostosa, pra botar pra fora toda a felicidade que estava sentindo naquele momento; virava pra que você não percebesse.
Lembra que quando chegamos na festa, você nem deu bola pros seus amigos e ficou comigo, conversando sobre tudo e sobre nada? Quando você saia pra pegar uma bebida ou ir no banheiro, dava uma saudade! Tentava controlar minha cara de mongol, mas era inevitável, parecia cachorrinho abanando o rabo quando você voltava.
Lembra que quando estávamos indo pro carro, na hora de ir embora, fomos abraçados dando uma de 'best friends forever'? E a volta? Você com dor de cabeça, quatro pessoas no banco de trás, e eu do seu lado, te fazendo carinho, mexendo naquele cabelo preto que tentei sentir o cheiro mas não tinha cheiro de nada. Lembra que cantávamos as músicas que tocavam no som do carro? Uma pior que a outra, mas mesmo assim me sentia bem, mesmo quando você apoiou o cotovelo na minha perna e apoiou forte, doia, mas eu me sentia bem.

Cadê você agora?


Porque ao longo desses meses
Que eu estive sem você
Eu fiz de tudo pra tentar te esquecer

Eu já matei você mil vezes
E seu amor ainda me vem
Então me diga quantas vidas você tem. [Paulinho Moska]




segunda-feira, 22 de setembro de 2008

realidade

ai, como eu te odeio! Haha.
Acho que por isso amo tanto as crianças e acho tão delícia estar com elas, porque naquele momento que estou tentando ensinar um menininho a aprender o "Can" e o "Can't", parece que nada mais existe. Não existe uma faculdade ridícula, não existem provas, nem compromissos da vida. O mundo ainda é aquele lugar bom e que todos te amam, e seus problemas se resumem a discutir com o irmão sobre quem vai ficar com o controle remoto esta tarde. E ai eu também finjo que vivo nesse mundo, e parece que os probleminhas ficam bem pequenos.

Depois do meu final de semana de fantasia, acordar hoje foi tão difícil!
Sorte que hoje é dia de levar o pai no trabalho às 8h, e já que tenho aula só às 9h, dou uma passadinha na casa de Davi e vou pra faculdade com ele já que é o mesmo caminho do trabalho dele e o deixo lá.
Fomos para praia, sim, mas quem disse que ficamos bronzeadinhos com a cor do verão? hahaha ir pra praia em pleno inverno é fria! Ok, já estamos na primavera, mas de todo jeito o sol estava tão tímido esses dias!
Deu pra aproveitar, de todo jeito! ;]

Bom, a semana então começou né, faculdade idiota hoje de manhã já, mas filei a última aula porque tenho que almoçar cedo hoje, 1:30 tô indo pro acbeu e fico lá até às 21h!!!! Mas vou feliz, porque rola minha graninha que vou pôr na poupancinha pra juntar tudo e gastar na minha viagenzinha! uiuiui!



Chega mais cedo amor, eu finjo que eu não esperava...

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

3 anos, e algumas cossitas mais.

First of all, hoje é dia 19!
Como todos sabem, amo esse número desde sempre. Ok.
E hoje comemoro com meu gordito 3 anos de namoro!! Três anos de delicinhas, abraços e beijos gotosos, briguinhas de leve; e principalmente adoro comemorar o fato de que já passamos juntos tantas fases das nossas vidas, como o terceiro ano dele, o meu, a faculdade dele, a minha, o primeiro emprego dele, o meu, passamos pela marcação do meu pai e também pela minha fase dark... ai, muitas coisas boas e outras nem tanto, mas tudo bem ;]

Hoje também aconteceu mais um fato que marca esse dia.
Me matriculei num curso inglês nos estados unidos, e dia 8 de dezembro estarei em St. Petersburg, Flórida, vou passar três meses lá, só volto 28 de fevereiro!!! Sim sim! Tendo aulas de inglês durante toda a manhã e livre à tarde e nos finais de semana, pra dar rolés por lá. E falando em rolés, a melhor parte disso tudo é que vou ficar juntinha sem desgrudar de Karina, meu pitú que mora em são paulo e que vai fazer o mesmo programa que eu.
Esse foi o grande motivo pra que tudo isso desse certo. Porque na verdade eu nunca quis viajar pra fora, morria/morro de medo de não ter nem uma alma conhecida nos lugares; assim como meu pai, que mandou o filho pro fim do mundo chamado austrália pra passar 6 meses, e quando a filha falou em estados unidos bem ali ele se tremeu todo. Mas quando fomos nas agências e o moço perguntou que cidade eu tinha em mente, eu falei logo alguma da California, mas depois pedi pra ele ver na Flórida e disse pro meu pai que Ká ia pra lá, ai ele se animou e quis saber tudo considerando apenas a possibilidade de eu ir pra Flórida, haha.
Mas não podia ter sido melhor! Vai ser lindo demais nós duas lá! E segundo minha mãe, é meu presente de 15 anos e o de 20 também, porque quando tinha 15 queria ir pra disney e tal, e estando lá vai ser disney na certa!!

Mas acabei de receber uma notícia triste. A irmã de um amigo meu, suicidou-se :/ Isso deve ter uns dias já, mas como eles moram longe a notícia só chegou aqui hoje via Paty. Bem forte isso tudo, mas mesmo que ninguém tivesse esperando nada, era meio que esperado, a menina tem um histórico problemático e tal... Mas é isso, é a vida.

Amanhã cedo estou indo comemorar meu dia 19 lá na praia do forte com meu lindinho, vamos passar um fim de semana sussa, deletando tudo da vida corrida! ;]
Então beijos, parabéns pra mim, e até domingo à noite.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Cabelos

Estava eu hoje há algumas dezenas de minutos perambulando pelo iguatemi, sozinha, só pra pegar uma coisinha que encomendei lá.
Entre a vitrine da Arezzo, e etc, comecei a filosofar sobre meu cabelo. Sim! E não é filosofia de patricinha não! Haha.
Percebi que quando ele está bem, é sinal que estou bem também; ou mesmo que eu esteja mal, se ele tiver bem eu estarei mais feliz do que se ele estiver mal. Sacou?! Não né...

Bom, é mais ou menos assim: acordo todos os dias com o cabelo selvagem, se eu estiver bem, tentarei arrumá-lo e fazer um penteado gracinha pra parecer gente. Mas se eu estiver sem saco para o mundo, como tem acontecido, eu simplesmente saio sem pentear, sem nem passar uma mão, no máximo levo algo para prendê-lo quando a situação estiver crítica.
E hoje mesmo ele está sujo, feio como sempre, e percebi que tinha saido de casa com ele todo louco, acabei prendendo o cabelo com um rabo de cavalo baixo do lado esquerdo, haha, mais 'blé' impossível.
Com certeza, uma escova definitiva me faria bem agora, mas prefiro esperar pelo menos até o fim do ano, não faz mais sentido sair bonitinha por ai :P

ps: quero casar!

terça-feira, 16 de setembro de 2008

por água abaixo

e assim lá vai meu final de semana; acabei de receber a notícia.
vai toda pela lógica de que, querendo ou não, eu estava colocando expectativas demais! :/

agora preciso de ajuda urgente, pra que pelo menos sexta-feira seja favorável pra mim :~

Pequenas coisas da vida

Enquanto a semana vai passando; enquanto as manhãs sempre são banhadas a lágrimas de ódio no caminho rumo à faculdade; enquanto nas noites sempre sinto algo faltando do meu lado... Vou me apegando a pequenas coisas que me deixam feliz.
Tipo a questão de estatística que consegui resolver ontem so-zi-nha e ganhei um ponto extra por isso; tipo ontem também que pela primeira vez em três anos, o porteiro do prédio de Davi finalmente me reconheceu e deixou eu entrar sem ter que esperar meia hora na porta até que ele interfonasse e bla bla; e tipo meus futuros alunos da aula de hoje.
Cãrã, eu me divirto naquela aula, estou observando as aulas de uma determinada turma, com a minha professora orientadora, e toda semana tenho que observar uma estratégia ou um método de ensino e tal, mas eles são ótimos!! Têm por volta de 9, 10 anos, e eu gosto de todos, menos de Flávia [uma japa que adora chamar atenção].
Hoje foi a segunda vez que fui assistir a aula deles, cheguei cedo e fiquei conversando com os meninos, Gustavo e Pedro são os mais legais e os mais participativos na aula também, eles perguntaram porque eu estava ali de novo e eu disse que ficarei lá até o fim do ano! Haha, e o mais fofo é quando eles têm que falar algo em inglês, e ai sempre rola aquela olhadinha pra mim depois que soltam a frase.
Nham que delícia, quero ter filhos! Hahahaha :B

Pois é, estou aqui passando o tempo na biblioteca de adm, esperando minha aula de francês. Na verdade estou esperando Gui, e depois sim irei pro francês. Mas bom, nada disso importa, então beijos!

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Chuchu



Já perdi as contas da idade que ela faz hoje, mas tudo bem, depois dos 20 é melhor não divulgar mesmo! Hahaha mas sei que esse já é o quinto aniversário dela que estamos ai, firmes e fortes!
Chu, gracinha de mãe! ;*

domingo, 14 de setembro de 2008

A vida ensina...

quanto mais expectativa você põe em alguma coisa, mais fácil de quebrar a cara.

Tipo o show de sexta à noite, eu nem sabia se ia ou não, Davi comprou os ingressos à tardinha e fui sem esperar nada, até achando que ia ser um saco. E me diverti demais!
Tipo aquele feriado de Tiradentes, que achei que ia ser o suprassumo da felicidade plena da minha vida, e foi o pior de todos, com lágrimas, decepção e doença pelo resto da semana.

Então não estou esperando muita coisa do próximo final de semana, apesar dele estar prometendo ser sucesso da bahia, porque o que der, dará, e ficarei feliz por isso ;]
-
Oh Deus, e ontem os astros não estavam colaborando comigo!!
Bom, a manhã foi legal pois passei a maior parte dela dormindo haha, ai acordei e fui com meus pais numas agências de intercâmbio porque estou quereno viajar no final do ano. Cheguei em casa 14h roxa de fome, almocei ai comecei a gravar os cds para logo mais à noite, fui encarregada da música e tal... Baixei umas coisas bem baixo astral e arrumei as faixas bem bonitinhas, separadas por autor e tipo de música, só que na hora de gravar, a porrinha misturou tudo e me deu um ódio mortal, ok... tudo bem. Gravei o outro cd e fui pintar as unhas na pressa e ficaram um cocozinho, ok. Eram 17h e liguei pra Davi, pra pedir que se arrumasse que eu ia me arrumar, mas ele não atendia o telefone! Ai eu surtei, ligava sem parar, ligava pra casa, e tal, e nada de Davi!! Ai fui me arrumar já achando que ia sem ele, eis que o lindinho me liga, estava dormindo porque o dia pra ele foi puxado, tudo bem eu entendo que é sucesso dormir, mas o problema é que ele não dorme a tarde!! Então nunca ia imaginar que ele estava apenas descansando né.. haha.
Quando estou saindo de casa meu irmão chega pedindo pra que o leve num aniversário... ai deus, e o pior é que eu tinha mesmo que levar senão não ia pra casa de Debi. Ok, espera ele se arrumar, deixa ele no aniversário, pega Davi, passa no Bompreço pra comprar refrigerante, a fila tava enorme, sai do Bompreço, vai no Masani, compra os refrigerantes e finalmente chegamos na casa de Debi; pra ouvir desaforo, se sentir um cu como sempre, e ter o dedo esmagado pela cadeira que Davi sentou. É... o dedo deu horrores, até que não aguentei mais e fui no médico, que me deu um analgésico apenas porque o machucado não foi em uma articulação então ele não podia fazer muita coisa. Fir-me-za!
Pelo menos ri horrores dançando N'sync com a Gathona :]

Agora tô indo almoçar com gordinho e família doce ;*

sábado, 13 de setembro de 2008

Thati / Moska



Paulinho Moska


Thati


Resumão da sexta foi basicamente TTC de manhã, Brntm e Marina à tarde, roupinha nova ao anoitecer, e show de Paulinho Moska na Madrre à noite.

Essa Thati foi que abriu o show, pelo nome eu não dava nada, achei que era mais uma cantora de axé, mas quando ela entrou com esse vestidinho gracinha e uma sandália fofa, e uma voz ótima cantando as músicas que gosto [cantou marina lima, e lulu santos, amy, e até raul!] aí gamei né! Ela vai tocar sexta que vem no show de Marina Lima no Bahia Café Hall, tô lá! Hahaha
Mas o show bombou mesmo, os dois shows, na verdade eu gostei mais do dela, porque eu conhecia as músicas. Fui no show do Moska por Davizinho, e também pra que ele vá comigo no show de Marina Lima hohoho; mas já estou acostumada a ir nesses shows dos caras que Davi gosta e só saber uma ou duas músicas de ouvir ele cantando, só que hoje foi mole! Ficamos na galera do gogó, quase beijando o Moska, e eu lá com cara de tacho na maioria das músicas hahahaa.
Bom, bombou também porque quem estava lá era ninguém mais ninguém menos que Camila Pitanga linda e maravilhosa depois de grávida, e também tava aquela atriz morena que canta e faz poesia tb, em 'mulheres apaixonadas' ela é a cantora do hotel, que é mãe da Camila Pitanga haha, bom, não sei o nome mas ela tava muito animada a noite toda hahaha.
:D
Eu sei que o horário não é o dos melhores para postar, mas se deixasse pra postar amanhã eu não conseguiria, amanhã o dia tá é cheio e preciso de um espaço pra pintar as unhas uiuiui! Haha.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Cabelo laranja, e outras coisas mais.

Cãrã, só porque eu gosto da rotina, ela não me curte!! Essa semana tá sendo uma coisa atrás da outra! E tudo tããão unexpected!
Ok, a manhã foi chata igual a todas as outras [menos às sextas], com aula do professor sequelado pelas drogas que ele tanto defende; e depois filei estatística pra assistir um debate sobre a 'semana ufba fora do armário' com uns caras bem legais, inclusive com um professor de filosofia que encontrei lá no Barra Fashion, e que fiquei fã dele hoje.
Mas sim... voltei pra casa, pintei minhas unhas que estavam suplicando por um esmalte já que estavam 'nuas' desde segunda [OH! haha].
Antes de ir no acbeu, dei uma passada na casa de Guigui pra vê-lo, já que lá na usp por acaso a semana toda ninguém tem aula, 'semana da pátria' haha também quero ser patriota assim!!!
Minha primeira aula do Help Time era hoje, mas quando cheguei lá vi que na verdade o aluno tinha marcado pra amanhã, mas ok, tinha que ficar lá mesmo por 2h esperando pra ver se alguém aparecia de supetão. Sorte que Raul, coleguinha do ttc, estava lá também então passamos o tempo juntos falando dos mais variados assuntos possíveis, principalmente música e acbeu. Haha foi bem legal e engraçado, mas a parte importante deste post acontece quando fomos fazer um lanchinho na cantina e encontramos uma professora que tivemos em comum: Lívia.
Eu a-do-ra-va ela! Só que ela não me reconheceu, só reconheceu meu colega porque ele era bem bagunceiro na época e é difícil esquecer pessoas assim haha. Ai ela olha pra mim e me reconhece!! "É você que está aqui!" E eu fico felicíssima por ela ter lembrado de mim, e lembrado que meu nome começava com L. Ai disse a ela que fiquei surpresa por ela ter me reconhecido e ela diz: "Também, é impossível esquecer uma menina que chega na sala com o cabelo laranja né?!"
Caaaara! Nessa hora eu fiquei tão vermelha, não sei se de felicidade, de vergonha, ou de sei lá! Mas ri tanto lembrando que realmente, ela foi minha professora em 2004.2, e em setembro desse ano pintei a metade do cabelo de laranja e ela adorava meus cabelóns! HAHA cãrã, sério, é besteira, mas fiquei feliz sabe...
Tipo, eu, a pessoa mais sem gracinha e com resquícios de personalidade, que não faz nada de especial e nem gosta de chamar a atenção, e uma pessoa lembrar de mim depois de 4 anos é do além e faz bem pra auto-estima. Haha, adorei mesmo! Fiquei mais fã dela do que eu já era.

ps: Parada gay domingo 14, como todos os anos digo que quero ir e nunca vou, esse ano pretendo ir mesmo!

ps2: quando posto do meu computador, nunca consigo seguir a configuração da fonte, que é verdana... sempre fica na times. que saco :/

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Salvador vai tremer!



Eu, você, todo mundo lá!

Run baby, run!

Ai deus! Hoje meu dia tá-que-tá!!
Fui dormir ontem quase 2h da manhã, e acordei às 6h, levei papito no trabalho e fui rumo à faculdade. Não sei porque, mas enquanto ouvia minha companheira 'nova brasil fm', chorava loucamente, com qualquer música haha. Quanto mais a faculdade se aproximava, mais eu chorava, e mais devagar eu andava, dei vez pra todo carro que pediu e até para os que não pediram haha. Cheguei lá e fui me recompor uns minutos ainda dentro do carro. Cãrã, eu não queria ter aula, não queria ver aquele campus e nem quelas pessoas!!
Mas fui, entrei na sala e fiquei esperando o professor, tirei um cochilo e quando vi já eram 9 e meia [a aula começaria 9h] e o professor não tinha chegado ainda... Estavam passando uma lista de chamada, assinei e fui embora. Voltei pra casa, cai na cama e acordei às 11h, bem melhor e sem aquela dor de cabeça parecendo de ressaca.
Almocei, peguei irmão no colégio e fui com ele fazer a inscrição dele da usp, depois fomos nos correios mandar umas cartas do trabalho de mamãe, e depois nos aventuramos numa fila do Bradesco com a intenção de pagar uma humilde conta, isso era 14:30... UMA HORA NAQUELA FILA e nada... meu deus aquela fila parecia a fila pra comprar o ingresso do show da Madonna [ok, exagerei]. Então eu desisti, tinha que estar no acbeu às 15:30, e eu estava na fila nesse horário!!!! Fui correndo em casa, peguei minhas coisas e vim pra cá pro acbeu.
Minhas aulas de Help Time começaram hoje, mas não veio ninguém! Hahaha ótimo que ganhei graninha fácil.
Agora estou aqui fazendo hora pra conversar com minha Coach teacher, depois pego papai no trabalho e vooolllto pra cá pra ter aula. Tomara que esteja viva pra assistir meu querido cqc hoje! Hoho :D

Oi Fashion Music - Barra Fashion Bahia



Beth Carvalho, Ana Cañas, DJ Marlboro, Elza Soares, Sergio Dias (ex-Mutantes), Arnaldo Antunes, Brothers of Brazil (Supla e João Suplicy), Silvia Macheti, Marina Lima e Sergio Loroza, desfilaram hoje a noite grifes como C&A, Lacoste, Salinas, Sandpiper, TNG, Totem e Mara Mac, além da estilista baiana Márcia Ganem.
Os apresentadores foram Lúcio Mauro Filho e o baiano Ricardo Castro.


Cãrã, foi demais!
As apresentações dos músicos foram ótimas [menos a dos irmãos Suplicy né], Marina Lima minha musa estava tão caliente num vestidinho de oncinha, e essa Silvia Macheti não conhecia mas pareceu muito boa.

Os desfiles nem precisa dizer, César Cielo desfilou, e aquele lindíssimo muso do verão Rodrigo Hilbert também. Uiuiui!
Só gente bonita, e põe mais uma dose de gente bonita, me apaixonei por umas três pessoas lá hahaha; mas também tinham umas figuras bem estranhas tipo a mulher que parecia com a menina do quadro de Velásquez [deve ser assim que escreve o nome] e também aquela do dente feião.
Minha miguxa Lícia Fábio estava lá, é claro; e minha outra miguxa do S2 Silvaninha Resende [do mosaico baiano] também.

Foi legal encontrar as meninas do D'Malicuia e outras pessoinhas conhecidas. O coquetel foi supimpa tirando o fato de Lays não poder experimentar nenhuma bebida por causa da lei seca, mas a gente supera isso.
Tiramos foto bancando os pop stars, e pegamos todos os brindes que estavam distribuindo, até mini garrafa de Campari haha que Davi experimentou e segundo ele tem gosto de chá laxante, aff. Bom, pelo menos o cheiro era bom né...

Obrigada sogrinho por não ter ido e ter me dado os convites, haha!

domingo, 7 de setembro de 2008

um ano

Era uma sexta-feira, feriado nacional.
Como todos os dias daquele segundo semestre de 2007, eu pensava:
será que vamos nos ver hoje?
Mas agia normalmente, compartilhando meu desejo apenas com meu amor, que veio na minha casa logo cedo, depois dos meus pais irem pra praia do forte. Ficamos aqui na delícia da companhia um do outro, até que bateu a fome e saimos a pé procurando um lugarzinho aberto pra almoçarmos. Só encontramos o restaurante oriental que vamos sempre, mas tudo bem, ficamos lá comendo nosso yakissoba delícia de mãe, até que eu sinto meu coração bater daquele jeito que só eu sei, e o yakissoba começa a querer sair do estômago... e eu sigo aquela imagem, aquela luz entrando no restaurante, tão mágico! Dou um pontapé no meu amor:
olha! olha! E ele repara na coincidência de estarmos no mesmo lugar. Eu fico histérica e minha vontade era de levantar, sair correndo e abraçar minha Luz, dizendo o quanto estava feliz por isso. Mas apenas pedi pro meu amor ligar pra Luz, e ele o fez, fazendo piadinhas até perceberem que estávamos a poucos metros de distância. Um tchauzinho e um sorriso foi só o que consegui fazer no momento. A fome passou, o refrigerante não descia mais, as mãos tremiam e eu só conseguia pensar no que ia dizer quando nos falássemos de perto, mas não tive muito tempo pra isso pois lá vinha minha luz de novo, com coadjuvante ao seu lado que eu só conhecia por foto e tinha uma invejinha mortal.
Nosso diálogo eu não lembro, precisei ler uma espécie de diário que escrevia num arquivo do computador na época pra poder lembrar que nesse momento houve a cena de pegarem na minha mão para ver minha unha sem esmalte, o que nunca acontecia, e eu ficar vermelha por não estar com a unha bonita.
Combinamos os quatro de assistir filme lá em casa. Fui primeiro com meu amor na locadora escolher o filme e decidimos levar um meio sem noção, mas pra mim não importava. Nos encontramos de novo, agora num café onde seus pais tomavam o clássico expresso depois do almoço, e pude conversar com eles, conhecê-los efetivamente [antes nossos diálogos começavam e terminavam com um 'boa noite'] e saber que eram pais maravilhosos. Seguimos os seis para aquele prédio que tanto sinto falta, subimos para que o casal amigo pudesse pegar algumas coisas, e fomos para o programinha de filminho na minha casa.
Filme meio doido, quer dizer, na verdade eu prestei mais atenção na pessoa que estava do meu lado, mas tudo bem. Comecei a simpatizar com coadjuvante, pessoa simpática e gostei.
Filme acabou, conversa vai conversa vem e chega a hora de ir embora, o que eu odiava! Mas ia ficar tudo bem, no dia seguinte íamos nos encontrar sem querer no shopping, e depois na rua, e depois e depois e depois... até dezembro chegar.

Agora que lembro, dá vontade de matar as borboletas do meu estômago, mas elas não morrem pois lembro todo minuto. O mais difícil é, inevitavelmente, passar por aquele prédio todos os dias, olhar para aquela portaria que em três vezes eu gaguejei pro porteiro aquele andar e aquele nome, e pensar que não poderei mais fazer isso, pelo menos por um bom tempo.
:D



♫ I look so long; I get obvius; I look so hard; I look obvius... [Tegan and Sara]

Ontem

Os melhores dias são aqueles em que não tem nada programado.
Não que eu não goste de programações, eu preciso delas na minha vida e adoro saber de tudo que vai acontecer no meu dia. Mas quando vc acorda e não espera que nada interessante aconteça, o dia acaba ficando melhor.
Ontem eu estava carente de macho pois ele é um proletário assalariado explorado pela burguesia e teve de trabalhar. Eu sou uma vagal que mesmo tendo pilhas de texto pra ler, não faço nada num dia de sábado porque também ai já é apelação. Então me intrometi no programa de Chuchu e Debi, encontrando Debi no iguatemi e atualizando os babados até colocarmos Joana no programa também e ela aparecer por lá, e depois Chu também se juntar a nós. Haha, normalmente pra nos encontrarmos rola uma semana inteira de discussões acerca do local, do horário, da companhia, etc, e tem vezes que ainda dá errado. Os astros então estavam tranquilos ontem, e passamos uma tarde ótima falando mal das pessoas [claro!] e falando bem e mal de nós mesmas haha, atualizando tudo ou quase tudo até dar a hora de ir embora :]
Então eu e Joana viemos aqui pra casa, ficamos ouvindo Maroon 5 no celular dela, até Davi finalmente me ligar às 20h dizendo que estava saindo do trabalho e me chamando pra ir comer calzone com sogrinho e sogrinha. Então fui, e foi tão fofo porque normalmente quando saio com meus sogros tem mais pessoas envolvidas e é difícil manter uma conversa, mas ontem não, sogrinho ficou me mostrando as fotos das maquetes dos prédios dele, todo orgulhoso haha e rimos falando mal de Davizinho também hohoho!
Bom, cheguei em casa antes das 11h, feliz, papai também ficou feliz [estranhou, mas ficou feliz haha] e fui dormir sem cheiro de cigarro no cabelo [né Chu! haha]

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Amor platônico.

Quase todos os dias de setembro tenho algo a relembrar. E hoje então fazem... er... xo contar... 6 anos [aff, que velha] de uma coisa bem louca. Já que não estou inspirada como no outro post, vou fazer uma narração básica mesmo. [até o papagaio de karina deve conhecer essa história]

Estaaava eu em Belém, com 13 anos, no meu querido colégio do uniforme feio, inocentemente sentada no meu lugarzinho demarcado pela professora, esperando pra fazer um simulado. A turma estava dividida entre alunos da sétima série do número 1 ao 20, e alunos da oitava série do número 1 ao 20.
Eu era número vinte da sétima série, e o número um da oitava série entrou na sala. E eu olhei pra ele, ele não olhou pra mim, eu olhei pra minha amiguinha Amanda e disse: "cãrã, que lindo!" [ok, eu não devo ter dito isso, mas deve ter sido algo parecido com isso].
Aí pronto, desde esse momento, a cada dia que passava eu ficava mais obcecada por ele, todos os dias eu ficava na porta da minha sala que era do lado da dele, só pra poder vê-lo passar na hora do intervalo. Eu escrevia o nome dele em todos os lugares possíveis do meu caderno e da minha cadeira, e sonhava em casar com ele. Era muito forte, eu chorava por ele [ai que vergonha] e o pior é que ele não sabia quem eu era, e nunca soube disso tudo. Nunca troquei nem um 'bom dia', tínhamos amigos em comum mas eu só conseguia poucas informações dele.
Ele se chamava André, era bem bocó, ninguém aguentava mais ouvir esse nome, principalmente Deborah, era feio, nerd e diziam que ele era chato. Tinha uma namorada que nunca tinha visto mas que a odiava, hoje ela é minha amiga.
Ok, deu pra perceber o estrago né? Haha até quando vim morar em Salvador ficava sonhando que ele viria estudar no mesmo colégio que eu, e tal... uó! Parte obscura da minha vida mesmo! Foi mais de um ano perdido, e todos os meus relacionamentos depois disso [como se tivesse tido algum antes haha] tiveram a influência dele.
Meu primeiro beijo não foi com ele, mas foi com o "cover" dele, que hoje eu sei que não é nadavê. Fiquei afim de mil meninos que pareciam com ele, e até Davi tem o tipo dele. Aff que praga. Haha.

E como a história sempre se repete, 'ganhei' depois um novo amor platônico desse, mais devastador e mais drástico, que também anda influenciando o meu olhar sobre as pessoas. Influenciou/influencia meu jeito de vestir, meu jeito de me maquiar, as palavras que uso, o que gosto e o que não gosto, bom, quase tudo né. Mas isso é meio triste e não é o foco no momento.

Então parabéns [?] pra mim [?]... porque mesmo? Bom, por ter lembrado desse fatídico dia, pronto! Hahaha

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Eleições

Me senti importante hoje. Uma moça me abordou na rua pedindo pra que respondesse umas perguntas de uma pesquisa eleitoral.
Eu não soube responder quase nenhuma, mas a melhor foi: "Você assiste o programa eleitoral?" E eu respondi: "Sim, pra dar risada!"
Haha, a moça riu, e concordou comigo.
Mas fale sério, é pra concordar mesmo! Tem programa melhor do que sentar no sofá [com davi, de preferência, ele acha todo mundo parecido com alguém] às 8 da noite, e ficar vendo aqueles vereadores cada um mais feio, mais ridículo, mais cara de pau, etc?! Hahaha. E as músicas? As melhores! Eu preciso conhecer essas pessoas hiper criativas que fazem essas músicas pra político. Sério! Melhor do que Mc créu, com certeza! É difícil escolher a melhor entre:

- Eu quero HÍÍÍLton cinquenta, na capital da resistência, sal-va-dôô... Eu quero HÍÍÍLton cinquenta, pois com o Hílton é fé é povo e consciênciaa!

- Neto, Neto, Neto ê ô. Neto é a voz do povo!

- Já embalô-ô-ôu, já embalô-ô-ôu, já embalou já embalou deixa Joããão. Acelerô-ô-ou meu coraçã-ã-ão já embalou já embalou deixa João!

- Mais saúde-ahý! Mais respeito-ahý! Desengarraf-ahý! Imbassahý!

- Sou Pi-nhei-ro sou mais Sal-va-dôôô! [pambam]


Adooooroo!! Cada dia é uma na cabeça, e tá difícil de sair. Até porque o carro de som do Imbassahý parece que tá me seguindo, dois dias nessa semana já que tô indo pra faculdade e lá está ele, ou na minha frente, ou do meu lado. Posso nem ouvir meu radinho :/


Então, enfim, se você ver na tv o resultado dessa pesquisa que a mocinha fez comigo, lembre de mim, minha opinião tá lá também! :B

terça-feira, 2 de setembro de 2008

3 anos



Depois de 5 meses, enfim ele a chamou pra sair.
Era uma sexta-feira, combinaram de se encontrar no multiplex iguatemi às 15h. Ela chega às 14:30, nervosa, ansiosa. Encontra um amigo do colégio e ficam passeando e conversando, mas o tempo não passa, ai tempo, passa logo! Ele liga, diz que a espera no cinema, ela vai desejando que tudo isso terminasse logo. Ele está lá, parado, olhando pra ela e aquilo na sua mão é uma flor, uma flor laranja, sua cor preferida. Ela treme, o abraça, agradece pela flor e os dois vão juntos passear. Era cedo ainda pra sessão começar, resolveram comprar algum lanche nas lojas americanas, vão conversando enquanto isso. Ele revela não comer chocolate há anos, ela acha um absurdo, os dois riem. Compram uma garrafa de coca-cola e duas barras de chocolate hershey's, o preferido dela.
Agora já era a hora do filme, sobem pro cinema, esperam na fila, e durante todo esse tempo nada sai além de conversas banais e risadas tímidas.
"Procura-se um amor que goste de cachorros" é o nome do filme, comédia romântica daquelas que ela adora.
Na sala do cinema, os dois escolhem um bom lugar, se arrumam, até que começam os intermináveis traillers. Pra passar o tempo então ele sugere abrir o chocolate, ela o faz, dá um pedaço pra ele. E o pedaço dela? Cadê? Vem vindo, em câmera lenta, dentro da boca dele, ela o sente, sente o doce do chocolate, e o doce do menino-doce que ela tanto desejava sentir, sente o doce do sonho, o doce dos olhos fechados, o doce da vida que se mostrava tão linda a partir daquele momento.

E se mantém docemente linda, desde então.
02 de setembro de 2005

faculdade

CÃRÃ... eu não tenho nada de interessante pra escrever, mas preciso postar pra dizer que estou aqui no computador da faculdade!!!
Sabe o que é isso? Computadores no pior lugar que existe em todo o mundo? Onde até um dia desse só tinha um banheiro para homens/mulheres/gays/lésbicas/trans... !?!??!

Daqui a pouco vão colocar nos corredores um cartaz da Lotus aqui! Vai ser o fim do mundo!
HAHAHAHAAA

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Setembro.

E aqui estou eu, de volta da faculdade onde tive uma aula terrivelmente insossa e demorada, e a outra a professora cancelou para a felicidade geral da nação \o/ setembro, deve ser influência dele já! haha
Ai, não consigo me acostumar a ter aula só pela manhã e ficar a tarde toda sem fazer nada. Quer dizer, teoricamente eu teria esse tempo pra estudar e organizar as coisas, mas quem disse?? É só terminar de almoçar que vem aquela 'lezêra' e só estou com vontade agora de fuçar o orkut de todo mundo! :B
Mas não, vai ser mais produtivo se eu for pintar as unhas, é... é isso mesmo, vou lá, tenho o inglês hoje a noite e tenho que ficar gata pra pessoas interessantes, uiuiui!


Peço tanto a Deus para esquecer, mas só de pedir me lembro. [Vanessa da Mata]